A informação e a Comunicação, estamos fazendo certo?

Em pleno século XXI na era da informação e ainda falamos sobre comunicação e informação, mas seria isso um tanto clichê, muita teoria infundada e blá blá blá administrativo e comercial? Pode ser que sim ou que não, depende muito de onde você está inserido, seus contatos de trabalho ou até sua empresa.

Podemos começar com uma simples pergunta:

– Você conhece a sua empresa?

Parece retrógrado mas não é, vocês sabiam? A maioria dos colaboradores de todas as empresas não sabem exatamente o que sua empresa faz, seus objetivos, metas, cases de sucesso, clientes, fornecedores, ações de voluntariado entre tantas outras coisas. Mas, qual o motivo?

Informação.

Sério? Não pode ser…

Então, mas é sim!

Vivemos hoje uma era de globalização, velocidade, mobilidade e facilidade. Mas por incrível que pareça, estamos deixando um rastro grande de desorganização e descomprometimento com duas palavrinhas básicas: Informação e Comunicação.

Vivemos na era da informação, por que estaríamos falhando nisso? E comunicação então, como poderíamos estar deixando “rastros” se o próximo passo é IoT, é AI é a indústria 4.0. Você não está falando besteira?

Pode ser que sim, é um ultraje até fazer um texto desse e forçar o leitor a chegar até nesse impasse (que eu criei) mas, pasmem, não é besteira quando pensamos no ambiente macro, de como a tecnologia nos deixou mais amparados em algumas coisas, e, ao mesmo tempo dependentes de burocracias necessárias em outras.

Vamos pensar num exemplo simples, prático e rápido. A criação de um produto novo em uma empresa. Maravilhoso não? Só criar e vender, rápido, prático e simples. Hoje em dia? Quem dera fosse…

Vou ilustrar abaixo em 3 figuras a informação e a comunicação como era, como nós pensamos que é, e como deveria ser. Após analisar essas figuras, farei uma pequena análise e deixarei uma reflexão.

Visualizem as imagens.

Essa primeira imagem demonstra como a informação e comunicação eram disseminadas na empresa (acreditem que ainda temos empresas que o fazem), desta forma era todo mundo correndo atrás do rabo (literalmente), imaginem um lançamento de produto, onde, em seu lançamento deveriam acontecer simultaneamente, faturamento que depende do fiscal, produção que depende de suprimentos e de funcionários (RH), exposição do produto que depende do marketing e assim vai. Um fator muito importante e não mencionado é o ruído… É pessoal! o que já está ruim, sempre pode ficar pior.